Páginas

http://alevato-sensibility.blogspot.com/

3 de outubro de 2012

Esperança de te ter

Um dia espero sim viver tudo sonhado por nós, viajar com você, vendo pores-do-sol...
Quero dormir ao seu lado e, ao acordar te desejar bom dia, te encher de abraços e beijos. Quero sempre te ter perto de mim, porque você me faz tão bem. Se estiver triste, vou te abraçar com todas as minhas forças e dizer o quanto te amo. Vou cuidar de ti e se for preciso, passarei a noite toda acordada com você. Vou fazer carinho na sua cabeça e contar algumas piadas pra que você possa rirQuando precisar, de qualquer coisa, eu estarei aqui pra te ouvir e te ajudar. 
É você que está em meu pensamento desde a hora que acordo até a hora em que vou dormir e, dormindo sonho contigo. 
Obrigada por fazer parte de mim, e por me fazer feliz… 
           Eu te amo, mais que demais, minha coisa linda… minha VIDA  

A.G

17 de julho de 2012

Urgência


Não sei de onde vem essa urgência que eu sinto de mudar. É tanta coisa que eu queria fazer, mas me privam do que desejo. Ouço o som dos meus desejos, porém, se enfraquecem quando me impedem de realizá-los. Sabe quando você está do lado de alguém e não se sente feliz? Será que está na hora de seguir outro rumo?
Sei que no caminho de nossa vida, carregamos muito peso na alma sem ao menos notar. A gente se acostuma muito fácil às circunstâncias difíceis que às vezes podem ser mudadas.
Só preciso encontrar forças para seguir este caminho que aguarda os meus passos em rumo ao que sempre desejei: a felicidade ao lado de alguém que saiba sorrir das coisas mais bobas, alguém amigo que me entenda e que não jogue em meu rosto tudo o que conversamos nas horas de conversas soltas.
Será tão difícil assim encontrar alguém em quem eu possa me abrigar?

Clarice Alevato




17 de junho de 2012

Em muitos trechos do caminho, às vezes bem longos, carregamos muito peso na alma sem também notar. A gente se acostuma muito fácil às circunstâncias difíceis que às vezes podem ser mudadas.
A gente se adapta demais ao que faz nossos olhos brilharem menos.
A gente camufla a exaustão. A gente inventa inúmeras maneiras para revestir o coração com isolamento acústico para evitar ouvi-lo. A gente faz de conta que a vida é assim mesmo e ponto. A gente arrasta bolas de ferro e faz de conta que carrega pétalas só pra não precisar fazer contato com as nossas insatisfações e agir para transformá-las. A gente carrega tanto peso, no sentimento, um bocado de vezes, porque resiste à mudança. Até o dia em que a alma, cansada de não ser olhada, encontra o seu jeito de ser vista e de dizer quem é que manda.

Ana Jácomo


4 de junho de 2012

A gente sempre acha que é especial na vida de alguém, mas o que te garante que você não está somente servindo pra tapar buracos, servindo de curativo paras feridas antigas? Por que amar também é isso, não?
Dar o seu melhor pra curar outra p
essoa de todos os golpes, até que ela fique bem e te deixe pra trás, fraco e sangrando. Daí você espera por alguém que venha te curar. As vezes esse alguém aparece, outras vezes, não!
Foto: A gente sempre acha que é especial na vida de alguém, mas o que te garante que você não está somente servindo pra tapar buracos, servindo de curativo paras feridas antigas? Por que amar também é isso, não?
Dar o seu melhor pra curar outra pessoa de todos os golpes, até que ela fique bem e te deixe pra trás, fraco e sangrando. Daí você espera por alguém que venha te curar. As vezes esse alguém aparece, outras vezes, não !

15 de maio de 2012

Porque sou errante, perdoo. Porque sou imperfeito, não espero perfeição de ninguém. Porque sou falho dou segundas, terceiras e quartas chances. Porque sou fraco me identifico com quem chora. Porque repito erros que jurei nunca mais cometer, não culpo os reincidentes. Porque sou humano, não espero que meus semelhantes sejam deuses.
Lucas Lujan
 
Existem coisas que sempre vão doer, apertar o sapato, incomodar, latejar no peito. Não tem jeito: por mais que a gente se livre de traumas e mágoas alguns sentimentos não legais sempre vão morar dentro do coração. Não por rancor ou coisa parecida, mas porque nem tudo dá pra ser esquecido e deletado da vida num passe de mágica. A gente sente, é de carne, osso e sentimento. Nada mais óbvio do que carregar na bagagem algumas tristezas. Não somos feitos só de coisas boas, temos lados obscuros e que não sabem perdoar.
Clarissa Corrêa
Não é muito fácil, mas ando esbarrando em lembranças e fingindo que não é saudade. Nestes momentos eu me entupo de indiferença e renuncio todos os sentimentos que me deixam triste. Descarto o peso e sigo outros ares mais leves.


Ita Portugal

 
Naquele dia descobri que meu único rival não era mais que minhas próprias limitações e que enfrentá-las era a única e melhor forma de as superar... Naquele dia, descobri que eu não era a melhor e que talvez eu nunca tenha sido. Deixei de me importar com quem ganha ou perde, agora, me importa simplesmente saber melhor o que fazer...

8 de maio de 2012

Me dei conta, depois da vida me estapear a cara diversas vezes, que quem te quer faz o possível e o impossível para ficar contigo. É simples. Não é complicado ou complexo, não. A gente é que coloca vírgulas, exclamações e interrogações. Mas o amor de verdade é cheio de reticências, de continuidade. Porque você quer. E a outra pessoa também.

Clarissa Corrêa

Andei pensando no quanto somos frágeis. Uma simples gripe nos torna fracos. Uma palavra mal empregada nos abate. Um abraço não dado nos faz sofrer. Um sentimento não vivido faz a gente perder a esperança.
Tenho um pouco de medo da duração das coisas. Antes, eu acreditava no eterno. Mas depois de tantos percalços, tantas coisas perdidas e tantos nãos guardados no bolso eu já não sei mais. Não sei se ainda existe a sinceridade. No ato, no fato, no tato.
Sempre gostei de ser verdadeira, mas não sei até onde isso me leva. Não, eu não quero levar vantagem em nada. Só quero a reciprocidade, a sinceridade do outro como recompensa. Ando frustrada ao constatar que amigos verdadeiros posso contar apenas em uma mão. E, ainda assim, não sei se posso ser verdadeira com eles. Uma palavra atinge, fere, frustra, repele.
Eu digo o que penso e defendo quem amo. Meu jeito é esse. Minha forma de agir é essa desde que nasci. Não sei se isso é certo, errado ou legal, mas não conheço outra forma de ser. Todo mundo vai nos decepcionar um dia. já me decepcionaram, já decepcionei, mesmo sem querer. E a vida segue assim. Só não entendo como uma pessoa não pode ser ela mesma com outra sem causar algum constrangimento ou não satisfação. Acho que tudo é equilíbrio: eu tento te entender, você tenta me entender. Eu procuro me colocar no seu lugar, você procura se colocar no meu. Se eu vejo que passei do ponto peço desculpa, se você vê que passou do ponto você pede desculpa. Ninguém é sempre santo ou sempre devasso. Ninguém é dono da verdade, nem melhor que ninguém. Por isso, a gente guarda a arrogância no fundo do peito, engole o orgulho e dá o primeiro passo. Alguém tem que dar o primeiro passo, não é mesmo? Mas quer saber? Eu cansei de sempre dar o primeiro passo. Sei perdoar. Ou pelo menos me esforço pra isso. Tento me perdoar, tento te perdoar. Então eu pergunto: e você? Você sabe?
Lido com meus erros, com minha impaciência, com minha chatice, com minha imperfeição, com minha inveja, com meus sentimentos mundanos e não tão nobres. E você? Estou longe de ser a pessoa mais bacana do mundo, mas realmente fico feliz com sua alegria, com sua satisfação. Você fica com a minha? Você torce mesmo por mim? Você vibra com meus passos certeiros?
As relações são muito frágeis. As amizades, mesmo longas e firmes, são muito frágeis. O amor, por mais forte que seja, é muito frágil. Porque todo mundo se magoa, se fere, se atinge. Mesmo sem querer. Mas o que importa é o que a gente faz com isso, como a gente lida com a situação. O que importa é a gente querer fortalecer as coisas. Com clareza, maturidade e entendendo que não existe lado A ou B: todo mundo está do mesmo lado.

3 de maio de 2012

"Se dói, é unha encravada, ego ferido, cólica ou gastrite.
Releve. O amor é leve."
 

"Que o amor seja um motivo e não uma desculpa. Que seja um encontro e nunca uma fuga. Que seja a cura e jamais o que faz doer."

30 de abril de 2012

APRENDI COM O TEMPO QUE...
Às vezes, é preciso esquecer um pouco a pressa e prestar mais atenção em todas as direções ao longo do caminho...A pressa cega os olhos.
Deixamos de observar tantas coisas boas
e belas que acontecem ao nosso redor.
Às vezes, o que precisamos está tão próximo...
Passamos, olhamos, mas não enxergamos !
Mais não basta apenas olhar.
É preciso saber olhar com os olhos,
enxergar com a alma
e apreciar com o coração!!!

 

Com liberdade, flores, livros e música
 quem não seria inteiramente feliz?
 
 
 
Oscar Wilde

sonhos

 
Me mande mentalmente coisas boas. 
Estou tendo uns dias difíceis, sabe? 
Mas nada, nada de grave. 
Dias escuros sem sorrisos, sem risadas de verdade. 
Dias tristes, vontade de fazer nada, só dormir. 
Dormir porque o mundo dos sonhos é melhor, 
porque meus desejos valem de algo, 
dormir porque não há tormentos enquanto sonho, 
e eu posso tornar tudo realidade. 
Quando acordo, vejo que meus sonhos não passam disso, sonhos
e é assim que cada dia começa: 
desejando que não tivesse começado, 
desejando viver no mundo dos sonhos, 
ou transformar meu mundo real num lugar que eu possa viver, 
não sobreviver.

 

Gosto de...

ɐçǝqɐɔ ɐʇuod ǝp oıǝɯ opnʇ ɐʇ

 http://2.bp.blogspot.com/-ojtdGvWsKD0/T3N0QbgZJbI/AAAAAAAACFE/ufuExMLaZ9o/s1600/Upside_down_by_animepschyco999.jpg


É difícil me iludir, porque não costumo esperar muito de ninguém. Odeio dois beijinhos, tapinhas nas costas, tumulto, calor, gente estúpida e quem vive de mentiras. Não puxo saco de ninguém, detesto que puxem meu saco também. Não faço amizades por conveniência, não sei rir se não estou achando graça, não atendo o telefone se não estou com vontade de conversar.

"Quando eu deixei de olhar tão ansiosamente para o que me faltava e passei a olhar com gentileza para o que eu tinha, descobri que, de verdade, há muito mais a agradecer do que a pedir."

(Ana Jácomo)

E o que importa...

Eu aprendi...


29 de abril de 2012

"Se você não sabe pra onde quer ir, tudo bem. Se pelo menos souber o que não quer para a sua vida já é meio caminho andado. Eu sei o que não quero de forma alguma, assim, já elimino muita coisa. E muita gente."

                                                                                                                                         Clarissa Corrêa

 
"Amizade se paga com amizade. Sou legal com quem é legal comigo. Falta de consideração se paga com falta de consideração. Sei exatamente com quem posso contar, pra quem posso chorar,
pra quem posso desabafar."

(Clarissa Corrêa)

Hoje eu me encontro mais ou menos

"Hoje eu me encontro mais ou menos. Entre o que eu queria e o que ficou pra trás. Entre o que estava escrito e o que foi rasgado. Entre o dito e o velado. Mais perdida, menos equilibrada. Mais triste, menos confiante. Mais retraída, menos falante. Mais inibida, menos forte. Mais realidade, menos fantasia. Mais calada, menos inventada. Mais você e (muito) menos eu."

(Clarissa Corrêa)

Eu me perdi de mim mesma no momento em que começou a dar errado.

28 de abril de 2012

Cansei de procurar respostas. A vida não é um quebra-cabeça muito fácil de encaixar. Por hora, quero só fechar os olhos e deixar passar.

Tiago Moralles

"Que eu não perca a minha doçura, apesar das inevitáveis decepções da vida, apesar da leve descrença no ser humano e apesar de todos os "apesar de". Que EU seja doce, apesar de tudo. E que assim seja."
 Gabriela Castro


"Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende.

Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar; porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é o decidir."

Cora Coralina


22 de abril de 2012

Decidi me olhar no espelho

Decidi me olhar no espelho
[...]
...Vi uma mulher que precisa usar filtro solar todos os dias e ir na dermatologista para prevenir os efeitos do tempo, afinal, os trinta já chegaram. Vi uma mulher que anda sorrindo pouco. Vi uma mulher que sente tanto, mas anda tão cansada que mal olha para si mesma. Sabe, tem coisas que ficam. Um dia, ouvi coisas pesadas, fortes, feias. Se fosse de qualquer um, tudo bem. Mas não. Era de uma pessoa importante. Uma das pessoas mais importantes da minha vida. E essa coisa ficou dentro de mim. Levou fermento. Cresceu. Se instalou. A partir daí, olho para o espelho e não vejo essa mulher bonita. Vejo uma pessoa insegura, com a autoestima lá no chão, vejo uma pessoa que não sabe se é capaz. Isso me assusta um pouco. Tem palavra que fica. Tem sentimento que foge. Tem coisa que agride.

Eu, que adoro rir, nunca ri tão pouco. Meu riso e meu sorriso andam acanhados, tímidos, preferem ficar do lado de fora da festa observando tudo que acontece. Ando séria, introspectiva, fechada, refletindo sobre a vida. Me aconteceram coisas tão boas. Delas, procuro lembrar sempre. Me aconteceram coisas tão ruins. Delas, tiro lição...

Em alguns momentos, a gente precisa de mais do que nos dão. Certos períodos são delicados, exigem mais atenção, cuidado, amor, dedicação, delicadeza. Acho que é isso: tô precisando do céu... Mas a gente não pode esperar que alguém nos dê. Por isso, procuro meu lado zen, quem sabe, assim, evoluo de uma vez por todas e aprendo que a gente deve contar é com a gente mesmo. E fim.
Clarissa C.
Eu sou intensa. E vou morrer assim. Por mais que eu tente puxar o freio de mão, as emoções me dominam e pulam de dentro de mim desesperadamente. Por isso, sou a favor do amor, da verdade, da vontade. Não sou a favor da traição e da mentira. Procuro fazer o bem e ficar em paz com minha consciência e meu coração, mas de vez em quando cometo deslizes humanos.

Sinto ciúme, sou brava e tenho dias azedos. Sou quase normal e quase louca. Não sei muita coisa, mas procuro estar com os olhos e ouvidos abertos para absorver tudo que a vida me dá. Adoro viver, a ideia de um dia morrer me assusta. E eu amo, amo demais. Tenho um amor imenso pelas pessoas que são importantes na minha vida. Hoje, consigo separar e saber quem é meu amigo, quem é colega, quem é conhecido. Apesar disso, convivo bem com todos. Pouca gente sabe a fundo da minha vida e de mim, eu disfarço. Não gosto de me expor
 
Clarissa C.

O que eu não aceito

Quando alguém é meu amigo eu faço o impossível para ver a pessoa bem. Se eu gosto tomo as dores, embarco em indiadas, dou um jeito de fazer com que tudo fique numa boa, nem que seja ouvindo e dando o ombro. Mas, por favor, nunca minta para mim. Quem mente perde completamente a minha confiança.

Procuro ser uma pessoa justa. E, confesso, meu lado bonzinho fica encostado no lado babaca. Em outras palavras: às vezes sou "burra" ao invés de boa. Se tem uma coisa que detesto é me sentir enrolada. Me preocupo a fundo com os outros, por isso não curto pequenas mentiras e desonestidade. Pena que tem gente que não enxerga isso.

Muitos se acham donos da verdade, dizem que fazem e acontecem, aparentam ser uma coisa que não são. Tem gente que adora inventar a vida, contar vantagem e semi-lorotas-brabas, florear a realidade e brincar de autor de novela. Tem coisa que é surreal. Tem coisa que é irreal. Tem coisa que foge completamente dos padrões normais. Agora você me pergunta: existe essa coisa de normalidade? Claro que não. Minha vida muitas vezes é uma novela mexicana, em outras tantas vira caso de política. Mas eu não minto, não enrolo, não me faço de louca e não tomo ácido.

Não sei fingir. Abraço minhas vontades, mesmo que a minha cara fique roxa de tanto apanhar. Cumpro minhas promessas, mesmo que me doa. Não brinco com os outros para me distrair, tampouco dou uma de boa samaritana para depois me esconder atrás da moita. Isso não. Por isso, digo e repito: gosto de gente de verdade. Se você é assim, por favor, senta aqui e vamos conversar.
| |

14 de abril de 2012

Arrependimento

http://4.bp.blogspot.com/-zXUERhJ4QMI/T3u9ZHAgl7I/AAAAAAAAC5g/7vj8WzWEWvE/s1600/um-bom-arrependimento-melhor-medicina-citacao.jpg

Que os afetos não me faltem

Que os desafetos não me afetem e os afetos não me faltem, amém."

                                                                                                                 Maíra Ferreira


Vai com Deus

"Eu simplesmente sei que se uma pessoa está destinada a participar da minha vida, ela não irá embora. E se for, vai voltar. E se não voltar? Vai com Deus."

 

9 de abril de 2012

Minha oração...

“Não desejo que me livre de todos os perigos,
mas que me dê valentia para enfrentar todos eles.
Não peço que minha dor seja eliminada, mas coragem para dominá-la.
Não procuro aliados no campo de batalha da vida, mas forças em mim mesmo. Não imploro, com temor ansioso, para ser salvo, mas peço esperança para ir conquistando, com paciência, minha própria liberdade.” 

- Tagore -


E se?

Confesso que muito me assombra tudo aquilo que poderia ter sido. E se tivesse feito diferente? E se tivesse dito que sentia muito? E se dissesse o que sentia? E se tivesse passado por cima do orgulho? E se? E se?

Prefiro pessoas de verdade. Pessoas que errem e riam de seus erros, pessoas inteligentes que saibam que erros são necessários para que possamos crescer e aprender. Pessoas que não vão te julgar pelo que você é ou pelo que faz. Quero pessoas de verdade que vivam todos momentos intensamente, que me abracem forte, que riam comigo até chorar e que joguem tudo pro alto e saiam por aí, apenas querendo ser feliz.

Porque na real? O mundo precisa de pessoas assim.

8 de abril de 2012

"Estou em cólera. Não, não, o mundo não me agrada. A maioria das pessoas estão mortas e não sabem, ou estão vivas com charlatanismo. E o amor, em vez de dar, exige. E quem gosta de nós quer que sejamos alguma coisa de que eles precisam. Mentir dá remorso. E não mentir é um dom que o mundo não merece..."
C.L


Odeio. Odeio. Odeio.

Odeio pessoas evasivas.
Odeio pessoas que se julgam superiores aos seus semelhantes.
Odeio pessoas que perguntam "como você está" só por educação, mas no fundo não estão nem aí para o que você sente de fato.
Odeio gente que me abraça dando "tapinhas" em minhas costas (aff!)
Odeio pessoas que mudam de personalidade de acordo com o ambiente ou com as pessoas que estão tentando agradar.
Odeio pessoas mentirosas!!!
Odeio ficar com o choro preso na garganta.
Odeio quando não me escutam.
Odeio depender dos outros.
Odeio pessoas que mudam de opinião de uma hora pra outra.
Odeio que falem comigo como se eu fosse uma estúpida.
Odeio pergunta cretina.
Odeio não saber lidar com certas pessoas.
Odeio pessoas imprevisíveis demais.
Odeio. Odeio. Odeio.


6 de abril de 2012

*_*


"Há vários motivos para não se amar uma pessoa e um só para amá-la; este prevalece."

- Carlos Drummond de Andrade -

5 de abril de 2012

 
Solidão? O que acontece é que a gente procura os outros para se livrar de si mesma. A intolerável companhia que eu me faço. Preciso dos outros para não chegar àquele ponto altamente intolerável do encontro comigo. Eu sou exatamente: zero. E tanto se me dá. Conselho: fique de vez em quando sozinho, senão você será submergido. Até o amor excessivo dos outros pode submergir uma pessoa."

— Clarice Lispector
"E  no  que  verdadeiramente  somos
é aquilo que o impossível cria em nós."
Clarice Lispector

Ouve o meu silêncio...

"Ouve-me.  Ouve  o  meu  silêncio.
O que falo nunca é o que falo e, sim, outra coisa.
Capta a “outra coisa” porque eu mesma não posso."
(C.L)

Clarice L.

"Tenho medo de dizer quem sou: no momento em que tento
falar, não  exprimo o  que sinto  e o que sinto se  transforma,
                     lentamente,  no  que  eu  digo."

24 de março de 2012

Nada é para sempre

Nada é para sempre, porque 'para sempre' é uma pequena mentira. Tudo o que temos é o momento mágico entre o "oi" e o "adeus".
Aproveite, então!



26 de fevereiro de 2012

SOMOS ETERNOS APRENDIZES...

 "O que me vale é que tenho uma alma muito bem-disposta, todos temos, ela sempre dá um jeito de me fazer encarar as lições. Apronta mestres. Improvisa material didático. Reinventa métodos. Brinca com a minha ilusória fuga. Aguarda-me nas salas de aula porque sabe que, no fim das contas, eu apareço. Aguarda-me porque sabe que tantas vezes preguiçosa por ter tanto pra aprender, tanto pra curar, tanto pra transformar, no fundo, continuo interessadíssima em crescer."

Por Ana Jácomo

Família

Hoje acordei com um sentimento de valorização àqueles que realmente fazem a diferença em nossa vida, àqueles que estão sempre ao nosso lado, independente das discussões, desentendimentos... e tudo mais.
Refiro-me a nossa família. São eles que nos envolvem com seu amor, com suas preocupações, cuidados...
Que possamos valorizar, hoje, os que estão ao nosso lado e não deixar para reconhecer o valor que
eles têm somente no momento da adversidade ou da perda.
Não posso deixar de ressaltar aqui, também, o valor dos verdadeiros amigos que DEUS no concede ter conosco e que de alguma forma passam a ter uma significância tão grande quanto um membro de nossa família.
Então, é isso, valorizemos quem de fato nos ama!


Por Clarice Alevato


25 de fevereiro de 2012

Ainda bem...


Muitas vezes as reviravoltas servem para nos sacudir, para nos fazer acordar. Para mostrar que a gente merece mais, muito mais. Não vale a pena se desgastar com ignorância, fofoca e falsidade. Não faz bem para a saúde conviver com mesquinharia. Ambientes carregados não fazem bem para a alma de ninguém.

Muitas vezes a vida antecipa decisões que já estavam tomadas. E liga nosso radar interno. A gente passa a questionar a própria vida e algumas escolhas. É que não vale a pena perder tempo com o que é detestável. E a vida é passa rápido demais pra gente ter que engolir um bando de FDP com energia ruim.

É por isso que a gente deve procurar se cercar de quem quer o nosso bem. Gente transparente, com decência no olhar e no coração. É por isso que a gente deve amar o que faz. Porque quando a gente ama consegue fazer sempre mais e melhor. Ainda bem.

As doçuras que nem sempre a gente vê...

A vida da gente é a coisa mais bonita que existe. Mesmo que nem sempre seja doce. Mesmo que nem sempre tenha cor. Mesmo porque quem dá o sabor e o tom somos nós mesmos. Diariamente.

Clarissa Corrêa

Onde os fracos não têm vez



Amor não combina com fraqueza. Existe um momento (que passa num piscar de olhos) em que a gente deve decidir se abre a porta ou se deixa a campainha tocar insistentemente. Já perdi algumas oportunidades cor de rosa. Acho que eu devia ter me dado algumas chances. E ter esticado a mão para o amor.

Hoje não me pergunto como teria sido, porque a gente não deve viver pensando no que deixou. Ou no que ficou em um passado que parece tão distante. Mas volta e meia penso: por que a gente tem esse medo todo?

O amor não morde. O amor não assusta. O amor não dói. Eu achava que as coisas eram diferentes, que amor dava frio na barriga, insônia, congestão nasal, que arrancava pedaço, que deixava a gente nas nuvens, que era um susto sem fim. Não, o amor não é nada disso. A paixão nos provoca uma série de sofrimentos. E traz aquela sensação de borboletas no estômago. A paixão é um comportamento adolescente, que se emburra e devolve os presentes, que bate porta, que se acha grande coisa, que quase mata no grito, que dura uma semana ou duas.

Tem muita gente que pensa que ama. Não sou ninguém para julgar o amor dos outros, longe de mim. Mas o amor, o amor mesmo, o amor maduro, o amor bonito, o amor real, o amor sereno, o amor de verdade não é montanha-russa, não é perseguição, não é telefone desligado na cara, não é uma noite, não é espera. O amor é chegada. É encontro. É dia e noite. É dormir de conchinha. É acordar e fazer um carinho de bom dia. É ajuda, mãos dadas, conforto, apoio. E saco cheio, também. Porque de vez em quando o amor enche o saco. Tem rotina, tem manhã, tarde, noite, tem defeito, tem chatice, tem tempestade. Mas o céu sempre limpa. Porque o amor é puro como o azul do céu.

14 de fevereiro de 2012

 
"Eu apenas queria que você soubesse
Que aquela alegria ainda está comigo
E que a minha ternura não ficou na estrada
Não ficou no tempo presa na poeira
Eu apenas queria que você soubesse
Que esta menina hoje é uma mulher
E que esta mulher é uma menina
Que colheu seu fruto flor do seu carinho
Eu apenas queria dizer a todo mundo que me gosta
Que hoje eu me gosto muito mais
Porque me entendo muito mais também
E que a atitude de recomeçar é todo dia toda hora
É se respeitar na sua força e fé
E se olhar bem fundo até o dedão do pé
Eu apenas queira que você soubesse
Que essa criança brinca nesta roda
E não teme o corte de novas feridas
Pois tem a saúde que aprendeu com a vida..."

Gonzaguinha